Terceiro Quadro Comunitário de Apoio - Homepage ALT + H

Inserir Palavra Chave ALT + A ALT + B
In English ALT + C | Contactos ALT + D | Links ALT + E | Mapa do Sítio ALT + F


Espaço
DGDR
Informação Geral
QUAR
Contactos


Fundos Estruturais
Estrutura e Âmbito de Intervenção
FEDER
FSE
FEOGA
IFOP
2007-2013


Política de Concorrência na EU
Informação Geral
Enquad. dos Auxílios do Estado
Registo de Minimis Notícias e Publicações
Legislação


QCA/ Programas Operacionais

QCA
Anteriores QCA

QCA III
Texto Integral
Estrutura e Âmbito de Intervenção
Gestão e Acompanhamento
Avaliação
Controlo
Execução Financeira

Programas Operacionais
Educação
Emprego, Formação e Des. Social
Ciência e Inovação 2010
Sociedade do Conhecimento
Saúde - Saúde XXI
Cultura
Modernização da Administração Pública
Agricultura e Desenvolvimento Rural
Pesca
Economia - Prime
Acessibilidades e Transportes
Ambiente
Regional Norte
Regional Centro
Regional Lisboa e Vale do Tejo
Regional Alentejo
Regional Algarve
Regional Açores
Regional Madeira
Assistência Técnica e Financeira

Sistemas de Incentivos
Sistemas de Incentivo no QCA III
Por Sector de Actividade


Fundo de Coesão
Fundo de Coesão I

Fundo de Coesão II
Objectivos e Âmbito de Intervenção
Estratégia de Intervenção
Aprovação de Candidaturas
Acompanhamento de Execução
Projectos Aprovados
Legislação
Publicações
Contactos


Iniciativas Comunitárias
1994/1999

2000/2006
Estrutura e Âmbito de Intervenção
INTERREG III
URBAN
LEADER
EQUAL


Legislação
Legislação Base
Pesquisa

Publicações
Últimas Publicações
Catálogo
Contacto
Pedido de Publicações


Notícias
Últimas Notícias
Arquivo
Pesquisa


Informação e Publicidade
Regras de Informação e Publicidade
Logótipos para Download



Glossário

SAÚDE XXI Espaço
SAÚDE XXI
Espaço
Espaço

  Espaço
Texto Integral e Complemento de Programação | Relatórios | Contactos
Linha
  Espaço  

Quadrado Espaço Objectivos
  Espaço Linha
Espaço Espaço

A orientação geral do Programa decorre da estratégia definida para o sector e tem em conta as prioridades estabelecidas para a programação dos Fundos Estruturais no período 2000-2006.

Os seus objectivos estratégicos são:
  • Obter ganhos em saúde
  • Assegurar aos cidadãos o acesso a cuidados de saúde de qualidade
Os ganhos em saúde traduzem-se por ganhos em anos de vida, pela redução de episódios de doença ou encurtamento da sua duração, pela diminuição das situações de incapacidade temporária ou permanente devidas à doença, a traumatismos ou às suas sequelas, pelo aumento da funcionalidade física e psicossocial e, ainda, pela redução do sofrimento evitável pela melhoria da qualidade de vida relacionada ou condicionada pela saúde.

O acesso a cuidados de saúde de qualidade traduz-se na sua obtenção no local e no momento em que são necessários, com garantia de efectividade, eficiência, continuidade e satisfação do utente.

Topo



Quadrado Espaço Estrutura
  Espaço Linha
Espaço Espaço

O PO Saúde XXI está estruturado em três Eixos Prioritários que abrangem nove Medidas:


Eixo Prioritário 1
Promover a Saúde e Prevenir a Doença

Medida 1.1
Informação, Promoção e Defesa da Saúde Pública (FEDER)

Medida 1.2
Áreas de Actuação Estratégica (FEDER)



Eixo Prioritário 2
Melhorar o Acesso a Cuidados de Saúde de QualidadeMedida 2.1 - Rede de Referenciação Hospitalar (FEDER)

Medida 2.2
Tecnologias de Informação e Comunicação (FEDER)

Medida 2.3
Certificação e Garantia de Qualidade (FEDER)

Medida 2.4
Formação de Apoio a Projectos de Modernização da Saúde (FSE)

Medida 2.5
Modernização e Humanização dos Serviços Hospitalares



Eixo Prioritário 3
Promover Novas Parcerias e Novos Actores na SaúdeMedida

Medida 3.1
Criação e Adaptação de Unidades de Prestação de Cuidados de Saúde (FEDER)


Topo




Quadrado Espaço Financiamento
  Espaço Linha
Espaço Espaço
O orçamento previsto para o Programa é de 731 milhões de euros que, associados à componente desconcentrada integrada nos cinco Programas Operacionais Regionais do Continente, perfaz mais de 1 bilhão de euros para a Saúde. As principais fontes de financiamento são: o Orçamento de Estado (165 milhões de euros), o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (477 milhões de euros), o Fundo Social Europeu (19 milhões de euros) e o Financiamento Privado no valor de 68 milhões de euros, assim distribuídos:


Unidade: 1000 Euros
PO SAÚDE XXI
Custo
Total
Despesa Pública Financ.
Privado
Total Despesa Pública Fundos Comunitários Recursos Nacionais
1 = 2+5 2 = 3+4 3 4 5
Total 731.280,64 662.439,72 496.834,05 165.605,67 68.840,92
Total FEDER 703.840,27 636.755,17 477.574,63 159.180,54 67.085,09
Total FSE 27.440,37 25.684,55 19.259,42 6.425,13 1.755,83
Eixo Prioritário 1 116.837,67 116.837,67 87.628.00 29.209,67  
Total FEDER 116.837,67 116.837,67 87.628.00 29.209,67  
Eixo Prioritário 2 516.030,88 514.275,05 385.710,05 128.565,05 1.755,83
Total FEDER 488.590,51 488.590,51 366.450,63 122.139,88  
Total FSE 27.440,37 25.684,55 19.259,42 6.425,13 1.755,825
Eixo Prioritário 3 98.412,09 31.327,00 23.496,00 7.831,00 67.085,09
Total FEDER 98.412,09 31.327,00 23.496,00 7.831,00 67.085,09

A taxa de co-financiamento dos projectos candidatos pode ir até 75% do total das despesas públicas elegíveis.


Topo



Ministério do Ambiente, do Ordenamento
do Território e do Desenvolvimento Regional
Logótipo do IFDRInstituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, IP Logótipo da Comissão de Gestão do QCA III logótipo União Europeia FEDER
EspaçoSímbolo de Acessibilidade na Web Produção: AftaminaEspaço